Culpa Zero! Mais uma lição…

Fonte: Google Images

Fonte: Google Images

Se o assunto é maternidade a culpa é um dos tópicos principais. Mães se culpam por tudo, se o filho fica doentinho, se ele cai, se ele rejeita a comida, se ele come em excesso, se ele dá birras, se ele não dorme bem, se ele demora a andar, enfim, culpas, culpas e mais culpas. A culpa é o monstro que nos acompanha, e pelo que percebo vai fazer parte de toda a nossa vida maternal.

Bem, eu me culpo quase que diariamente, às vezes caio no choro, me sinto frustrada e isso aconteceu recentemente com mais intensidade quando a produção de leite começou a diminuir. Meus planos desde que tive a Sophia era uma amamentação prolongada, acho lindo, amo amamentar e por isso sonhava em amamentar até eles fazerem dois aninhos. Mas não deu!

Quando a Sophia fez um aninho eu descobri que estava grávida, eu até poderia ter continuado amamentando, mas a GO e o pediatra conversaram comigo e me deixaram tranquila em desmamá-la, a barriga iria crescer e depois eu teria que amamentar duas crianças e isso poderia ser mais difícil do que desmamá-la e continuar a gravidez tranquila. Assim fiz, a desmamei, foi bem tranquilo, ela já tinha um aninho e não sofreu em momento algum, foi o momento certo para ela.

Daí tive o José Miguel e a amamentação foi bem tranquila, ele mamava bem e sim, ele mamava mais do que a Sophia. Mamava muito, o tempo todo em livre demanda até o sexto mês. Quando introduzimos outros alimentos a produção de leite diminuiu, o que é normal já que as mamadas diminuiram, mas quando ele entrou no oitavo mês eu não produzia quase nada de leite.

Colocava ele no peito qualquer hora que ele quisesse e nada, tomei muita água, chás, tentei descansar e nada. Não sei porque, mas o leite começou a não ser suficiente para ele. Confesso que tomei Plasil e aumentou mesmo a produção mas não estava fazendo bem à nenhum de nós dois, sendo assim, parei e se fosse hoje não tomaria de novo.Me culpei muito por não conseguir produzir mais leite. Ele chorava bastante na hora das mamadas e eu estava bem cansada.

Assim vivemos, dois meses, eu instistindo por não aceitar a realidade e ele chorando e nervoso porque não tinha leite suficiente. Bem, quando ele completou dez meses parei para pensar e tentei ser coerente, ele já tinha passado do sexto mês, estava forte, saudável e com fome. Eu estava tensa, irritada e cansada. Decidi comprar a tal fórmula (Aptamil, muito bom, por sinal) e introduzi-la. Como já tinham dois meses de luta, eu já estava sentindo quase nada de culpa.

Nos primeiros dias eu oferecia o peito e depois dava um pouquinho do outro leite, após duas semanas ele não quis mais o peito, mas tudo bem, o leite não estava fazendo mal à ele, ele ganhou peso, o intestino continuou com bom funcionamento e ele ficou bem mais calmo na hora das mamadas.

Bem, o fato de eu ter colocado algo na minha cabeça me deixou pirada. Não acreditava que uma mulher pudesse parar de produzir leite, igual a tantas outras mães que amamentam, mas acabou acontecendo comigo. Me culpei horrores, me estressei e por nada. Sabe, aprendi a ficar mais tranquila, acabou o leite fazer o que?!

Na época busquei informações, procurei entender como tudo acontecia, falei com médicos sobre possíveis medicamentos para continuar amamentando e não havia nada saudável que eu pudesse fazer. Então, fiz o melhor, dei ao meu filho o que ele queria, leite. Continuo amamentando, mas pela mamadeira.

Ninguém é culpado. Aconteceu assim! Aprendi que com cada filho vai ser de um jeito, que eu não posso carregar o mundo, adimiro muito mulheres que conseguem uma amamentação prolongada, acho lindo, mas não deu certo pra mim. Fazer o quê?

Gostaria de aproveitar e fazer uma observação: se você, mãe, que conseguiu a amamentação prolongada por favor, não julgue as que não conseguiram, nem mesmo as que não amametam ou não amamentaram. Você conhece apenas a sua história e não a dessas mães, cada caso é um caso. Uma mãe não precisa que ninguém impute a ela mais nenhuma culpa, se não tem nada construtivo para dizer ,fique em silêncio. Obrigada!

About these ads

5 comentários sobre “Culpa Zero! Mais uma lição…

  1. Oi Vanessa, maternidade e culpa andam juntas mesmo. Em relação a amamentação a gente se cobra muito e é muito cobrada também. Com certeza você amamentou os seus dois filhos o tempo que foi bom o suficiete para vocês. O julgamento externo atrapalha demais, faz a gente se sentir pior. Adorei a sua mensagem final.
    beijos
    Chris
    #amigacomenta

    Curtir

  2. Também passei por situação parecida. Fiquei triste, chorei, mas, assim como você, entendi que a culpa não foi minha.
    Tive que operar a vesícula 3 meses depois do parto. Quando voltei pra casa, minha pequena não quis mais mamar no peito.
    Até hoje, às vezes, lembro disso e confesso: fico triste por não ter amamentado pelo menos até 6 meses. Sei que não foi culpa minha, mas vira e mexe penso nisso.
    O bom é que ela sempre foi saudável e até hoje se alimenta muito bem.
    Não devemos julgar as pessoas, principalmente sem conhecimento de causa…

    Beijos!
    Silvia Azevedo @silvia_az
    #amigacomenta
    http://umapitadadecadacoisa.blogspot.com

    Curtir

  3. Van, disse tudo, eu sempre me culpei muito por muitas coisas que aconteceram durante a gravidez e depois que o Murillo, nasceu, eu não consegui amamentar, amamentei no máximo 1 mês, meu leite não sustentava o Murillo e eu sofri muito por isso, me julgaram muito e até hoje sofro um pouco lá dentro sabe? Mas hoje já me livrei um pouco, eu tentei, fiz de tudo e não deu, o que eu posso fazer? Se tiver outro filho vou tentar novamente, sem culpa.
    Beijos
    @caemurillo

    Curtir

  4. Eu tb sou assim, me culpo sempre, mas quem não né?
    Pois é!
    Sobre a amamentação, é difícil julgar. Cada mãe sabe o momento de parar, o que faz bem ou não, eu estou pra desmamar e minha filha e 1 ano e 5 meses, pq ela está mordendo meu seio, estou enrolando pra tirar, mas n tem outro jeito, morro de medo, e como ela está bem de saúde, comendo direitinho, não vejo a necessidade do leite materno, morro de dó, mas vou ter q tirar! bj
    #amigacomenta
    http://maeaocubo.com.br

    Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s