Divirta-se · Utilidade pública

A culpa não é delas!

Algo que me choca é a forma com que o ser humano lida com a marginalidade no nosso país, isso é triste. A maioria dos marginais são menores, que roubam sim e matam também, mas a culpa não é dessas crianças. Não tente me convencer que a culpa seria delas, elas são vítimas. Muitas vezes filhos de pais viciados, assassinos, líderes do tráfico e que por sua vez podem também ter o mesmo histórico familiar, sendo assim, acredito eu que a culpa passa a ser da sociedade, que marginaliza o pobre, o negro, a criança violenta, mas…quem sabe o passado desses marginais? Quem tem coragem de voltar no tempo para conhecer a verdadeira história de cada um deles? Eles não sairam de casa por motivo qualquer. São apenas crianças que saem de casa por não aguentar mais a violência, o abuso sexual, muitas das vezes não tem mais pai ou mãe ou casa, viram os pais morrendo assassinados, ninguém é capaz de entender a dor que uma criança dessa pode sentir. Quando ela descobre que ao cheirar cola essa dor pode ser anestesiada ele não pensa duas vezes. Assim ele passa o resto dos dias dele, que não são muitos, buscando uma forma de anestesiar a dor, de esquecer o sofrimento da mãe, a dor de ser violentado sexualmente. Aí começa a marginalidade, ele rouba e assalta para manter viva a única coisa que ainda lhe dá prazer, eles passam a não ter mais medo da morte, eles revelam o que o homem é na sua essência, um animal. Porque a culpa é nossa? Porque nós, seres humanos civilizados, não procuramos entender a verdadeira necessidade desses marginais, queremos que eles sejam detidos, que eles sumam do mapa, para manter nossa segurança, para preservar nosso luxo, nossa qualidade de vida, e principalmente nosso dinheiro. Queremos é isso sim! Não nos sentimos bem quando um moleque desses nos pára no sinaleiro, e por medo os marginalizamos. A questão é que se eles são agressivos é porque eles têm medo, pavor, sendo assim a nossa atitude deve ser outra, devemos agir com amor. É lindo ver pessoas que abrem mão de tudo para cuidar dessas crianças, que abrem mão até da própria segurança com intuito de salvar esse ser humano. Pense nisso! A culpa não é do marginal, é de toda uma sociedade corrompida.

Escrevi tudo isso chorando, antes de escrever estava pensando em postar algo sobre a Chacina da Candelária (você pode ler sobre em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Chacina_da_Candel%C3%A1ria ), mas quando iniciei o post comecei a imaginar a situação de cada uma dessas crianças e quis mostrar aqui o que elas sofrem, nós devemos, pelo menos, tentar fazer algo a favor delas, Deus nos permite estar aqui ainda para isso, para as boas obras, não que sejamos salvos pelas boas obras (Ef 2:8-10), mas somos salvos para praticar essa boa obra, mostrando o amor que Deus mostrou por nós. Reflita sobre isso!

Anúncios

Um comentário em “A culpa não é delas!

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s