Qualidade de vida

O choro e o riso!!!

Bem, as vezes fico me sentindo assim, entre o choro e o riso. Tenho tido uma capacidade imensa de ir do choro ao riso em questão de segundos, é sério. Pelo que andei “assuntando” com outras mães isso é meio que comum no nosso meio, então estou mais tranquila. Mas confesso que estava meio com medo de mim mesma…hehehe!

Uma dessas mães que para mim é uma querida chegou a me dizer o seguinte: “ser mulher + ser mãe + mundo conturbado + dor de crescer = choro e riso, sem lógica aparente”. (Pra quem tiver curiosidade em saber quem é essa super sábia que fez essa explicação é a Cláudia Dodd, ou famosa iaiá.)

E é isso mesmo que passamos.É uma junção de coisas pelas quais não estamos esperando, essas coisas surgem ficamos felizes e atordoadas ao mesmo tempo. Sei que os homens dizem não entender isso, mas eles precisam compreender que somos uma bomba de hormônios que a qualquer momento pode ser ativada, é claro que isso não é motivo para que a mulher tire proveito das situações, mas às vezes exageramos na dose e nem nos damos conta.

Ela ainda teve a ousadia de dizer também que somos como um iceberg flutuante, onde apenas a ponta está visível mas uma imensidão pode estar escondida sob as águas. Mas isso não é bom e nem ruim, é apenas natural. Acredito que na maioria das vezes podemos controlar nossos impulsos, principalmente quando fazemos questão de controlá-los, agora risos e choros não vejo porque controlar.

Somos mulheres, cuidamos de uma casa, do “maridón”, dos filhos, do almoço, das roupas e ainda tentamos encontrar tempo para ficarmos “bonitonas”, fazemos as unhas, nos depilamos, arrumamos o cabelo, ou seja, damos um tapa no visual com frequência, sendo assim “vamo combiná” um chorinho ou um riso descontrolado não vai fazer mal pra ninguém, vai!?

Anúncios

7 comentários em “O choro e o riso!!!

  1. oi amor…adorei a citação!
    mas é que eu sei muito bem o que vc quiz dizer, sendo mãe também. (acho mesmo, que é da natureza humana…mais comum na mulheres, eu sei!)
    bjs e parabéns pela evolução dos seus escritos!

    Curtir

  2. Podemos, né? Vai que fosse pior se não fizéssemos isso, hein? Acho justo. Prefiro rir a gastar minha felicidade à toa… chorar a ficar aos berros. Então, acho juto um chorinho ali, um sorriso – ainda que sem motivo – aqui.
    Adorei!

    Curtir

  3. Nossa, mas isso não foi uma simples conversa, foi uma sessão de terapia!!! Adorei e concordo com tudo que sua amiga falou…

    Quando a gente se torna mãe, fora o amor e tudo mais, a carga de responsabilidade triplica, quadriplica…a consequência de nossos atos não nos alcançará apenas, mas poderá alcançar aquele pequeno, que depende tanto…

    E esse medo meio inconsciente de crescer nos deixa super sensíveis. E somando-se a todo resto…é de deixar qualquer mulher com complexo de Atlas. rs

    Beijos, Vanessa

    Curtir

Deixe uma resposta para Claudia Dodd Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s