Sophia

O dia em que me senti uma péssima mãe…

Ai, esses dias eu estava me sentindo a pior mãe do mundo, não que a Sophia estivesse doente ou levado um imenso tombo ou sei lá o quê, simplismente me senti assim porque para onde olhava alhuém falava algo relacionado à forma com a qual eu a trato, vou explicar melhor. Sabe aquelas coisas tipo: “Ai, acho que ela tá com frio! Ah, mas ela ainda não come isso? Ah, acho que ela tá quentinha, não será febre? Nossa, você ainda vai amamentar ela até quando? Credo, ela ainda não está nem andando apoiada nas coisas mesmo com 11 meses? Você sempre pega ela no colo quando ela chora?” Geeeeeeeeeeeeeente, dá um tempo!!! Pronto, desabafei!

Sei que foi assim, acabei me sentindo péssima, parecia que todo mundo seria melhor mãe para ela do que eu, acabei chorando por me sentir tão incapaz, tão desatualizada de como os filhos devem ser criados mas ai olhei bem para ela, vi como ela é saudável, como é carinhosa comigo, como gosta de me abraçar e dar beijinhos, como se agarra a mim como se fosse um carrapatinho, como é linda e tem a postura de princesa e como tem se desenvolvido no seu tempo e de acordo com a sua ncessidade e sabe a que conclusão cheguei? Que eu tenho sido a melhor mãe que posso ser!

Não sou uma mãe como qualquer outra, cada mãe assim como cada filho é totalmente particular, e quando as pessoas fazem comentários como esses elas não querem nos mostrar que somos péssimas mães, elas querem apenas nos ensinar o que já sabem com a prática, mas isso não quer dizer que estão nos colocando num patamar abaixo do delas, não é mesmo?

Aí gente, acabei passando de “me achar a pior mãe do mundo” para “me achar a mãe mais boba do mundo” e foi assim que entendi como é “se sentir totalmente ricícula”!

Anúncios

6 comentários em “O dia em que me senti uma péssima mãe…

  1. Vanessa, se isso te serve de consolo, o meu Pedro só andou com 1 ano e 3 m, parou de mamar no epito aos 3 anos e não comia de tudo não… então, que venham as críticas!

    Curtir

  2. Vanessa, que lucidez vc teve! Parabéns.

    Realmente, vc não deve se sentir péssima pq a Sophia ainda não faz tal e tal coisa. Tudo a seu tempo, não é mesmo?

    E com relação a experiências passadas por outras mães, há sim aquelas que querem te mostrar um caminho que foi aprendido na prática e há aquelas que só querem competir mesmo. Olho aberto e filtro ligado.

    Beijo

    Curtir

  3. Vanessa apesar de não ter nenhuma experiencia com a maternidade e pouco contato com você, quero dizer que vejo na Sophia muita felicidade. Creio que vocês foram feitas uma para a outra! Assim, o seu papel de mãe se cumpre por vocês se completarem em ensino e amor. Você a conhece e ela te conhece. E a melhor mãe para mim é aquela que sabe ter intimidade com o seu filho.

    Curtir

  4. ain flor…vc não tem q se preocupar com isso…ta no nosso instinto…opnião todo mundo dá..ainda mais na vida dos outros..não precisa ser mal eduacada e dar uma rasgada sabe…mas fale com calma…ela não ta doente…ela vai fazer as coisas no tempo dela…cada um tem seu tempo oras…

    sucesso flor

    Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s