Utilidade pública

Política da Boa Vizinhança…

Esse final de semana acabei pensando um pouquinho sobre esse assunto, a famosa “Política da Boa Vizinhança”, para quem não sabe o que é (duvido que alguém não saiba) vou explicar, é como que um conjuto de “gentilezas” e “boas ações” que fazemos para nos manter bem em sociedade, para evitar maiores problemas com vizinhos, parentes distantes, amigos de familiares, ou seja, aquelas pessoas que conhecemos mas não temos tanta convivência a ponto de ter liberdade de sermos o que realmente somos.

Fingimento? Bem, não vejo assim! Acho apenas que quando estamos em casa, com nossos pais, maridos, filhos, irmãos somos quem realmente somos, não temos muito o que esconder, na verdade não temos nada a esconder. Acredito eu que a conviência trás consigo uma intimidade até meio que “chatinha”, porque pode nos levar a dizer coisas e ter ações que não teríamos com os “conhecidos”, entende o que quero dizer?!

Então, quanto à essa política acredito eu que me saio até bem, confesso que detesto hipocrisia, por isso se não me sou bem com qualquer pessoa simplismente não consigo fazer nem a Política da Boa Vizinhança (sooooorry…), mas se não tenho nada contra ela tento ser gentil na medida do possível ou, como se diz por aí educadinha, no mínimo. Mas sabe, acabei tocando nesse assunto porque vejo que algumas pessoas não sabem viver em sociedade e muito menos ser “educadinhas”, não sabem respeitar o limite do outro, apenas exigem que o seu espaço seja respeitado e o resto que se f@#$ (desculpe o palavriado…).

É assim, moro em um condomínio de apartamentos, acredito que morem aqui no mesmo condomínio umas 500 pessoas, ou seja, a Política da Boa Vizinhança faz-se necessária, ainda mais quando o assunto é respeito, não é mesmo?! Temos limites de horários para determinadas atividades (mudanças, reformas, festinhas…), mas mesmo assim tento evitar ao máximo barulhos desnecessários, dou um bom dia quando vejo algum vizinho, tento ser gentil, e isso não quer dizer que eu precise conviver com ele diariamente.

O problema é que algumas pessoas não entendem essa política e simplismente não respeitam limites. Acham que chegar às 3hs da manhã buzinando e gritando, com o som do carro alto, que bater um martelo ou fazer um furo com furadeira às 23hs, arrastar móveis às 6hs da manhãs, coisas totalmente bizarras são normais, e não são. Onde está a boa educação, onde está a Política da Boa Vizinhança. Meu caro, a sua liberdade termina onde começa a do outro! Sendo assim sejamos mais práticos e menos implicantes ou irritantes, vamos respeitar limites e tentar viver bem em sociedade, por favor!!!

Anúncios

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s