Paternidade

Coisa de pai…

Oi gente, chegou terça-feira, heim…dia de falar sobre a paternidade. Bem, hoje eu mesma falarei sobre o assunto! Porque? Ué, porque acho que meus pitacos também são válidos…hehehe…não é por isso, não. É porque o Juca (marido) e eu sempre conversamos muito e quero falar um pouco sobre o que conversamos, ou seja, fazer uma interpretação de como eu vejo a paternidade.

Nós mulheres temos a inconveniente tendência de ser perfeccionistas, sistemáticas e achar que sabemos de tudo e que o nosso jeito é o jeito certo, não é mesmo?! Ah é sim, pode assumir colega, você acredita piamente que o seu jeito é o jeito certo e que o seu companheiro sempre faz “errado” quando o assunto é lidar com a cria. Amizade, ele não faz errado, ele só faz diferente do seu jeito.

Como mães acabamos impondo regras, dando as rédeas quando o assunto é a cria. Mas isso hoje tem que ser colocado de lado, porque os homens, pelo que tenho percebido têm feito um maior esforço para participar da criação dos filhos, eles querem ajudar nas trocas, nas mamadas, nos banhos, nas papinhas. Tá, sei que nem todos agem assim, mas saiba identificar se às vezes o seu companheiro quer te ajudar mas fica meio sem jeito, porque você o espanta, às vezes você é quem tem feito com que ele fique de lado. Porque coloca tantas regras, é tão sistemática em tudo que ele fica com medo de errar e prefere que você faça tudo.

Falo isso porque sou assim, antes dos banhos da Sophia tenho todo um ritual, na hora da troca de fraldas também, para dar camidinhas, para escolher as roupinhas, até para arrumar o cabelinho dela, é um rito mesmo, acontece que o homem é básico, ele é digamos “curto e grosso”, mas esse é o jeito deles. Com o tempo fui percebendo que o Juca tem um jeito diferente do meu, mas que não é um jeito errado, é apenas o jeito dele. E comecei a reparar em como é bonito ver ele cuidando dela.

Sempre que ele fazia alguma coisa ( e até hoje faz, mas já virou rotina) ele me perguntava se estava fazendo certo, ou seja, até ele às vezes acreditava que o meu jeito era o jeito certo. E quer saber? A maioria das coisas ele faz melhor que eu, ele consegue se equiparar ao melhor “pai de menina” que eu conheço, o meu, é claro! Meu pai cuidou de mim muito bem, soube ser “pai de menina” em todas as épocas da minha vida (e até hoje sabe) e vejo que o Juca também é assim. Não acho que seja sorte minha não, e nem que seja coincidência, acredito que todo pai é um bom pai, ele só precisa de espaço para trabalhar sua paternidade, sem críticas ou regras.

Ah, vou deixar um vídeo que acho o máximo aí para você se divertir um pouco. Lembrando sempre que “situações desesperadas exigem medidas desesperadas”, e os pais sabem muito bem lidar com isso…do jeito deles, é claro…hehehe

Anúncios

Um comentário em “Coisa de pai…

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s