Divirta-se

E o dia das crianças?!

Bem, desde o começo da semana eu estava tentando elaborar algo para escrever aqui, algo que pudesse homenagear esses pequenos que enchem nossas vidas, seja de alegrias ou de olheiras, olheiras sim, porque às vezes não dormimos uma noite inteira, mas voltando ao assunto, não sabia bem o que postar, pensei em várias coisas mas nenhuma que realmente valesse a pena, daí li esse texto de um pai blogueiro e achei digno postá-lo aqui…gostei muito e me identifiquei ainda mais. Gente, a data pode até ser comercial, mas não vamos apelar para a ignorância…sejamos sensatos e temperados na hora de criar esses seres humanos que foram colocados nas nossas vidas, vamos tentar criar gente normal e equilibrada? Leia o texto e entederá o que quero dizer!

Dia das crianças: presentes e fogueiras (por Pais Modernos)

Da série de posts-tabu “como perder leitores e fazer inimigos”. Tem quem defenda dar presentes e quem diga que isso é bruxaria e se combate queimando na fogueira. E aí, o que você acha?

 A blogosfera de pais e mães possui rituais, valores e tradições típicos, o que me faz dizer que tem uma cultura própria. Como toda cultura, há tabus, coisas sobre as quais falar aberta e francamente lhe dão uma pulseirinha vip para a próxima fogueira da santa inquisição. Estão nessa lista tipo de parto, período de amamentação e, claro, dar presentes.

Dia das crianças é só uma data comercial. Quando você entope de presentes a seu filho nesse tipo de celebração do capitalismo imundo, está ensinando-o a partilhar dos valores escusos de uma sociedade que mata e morre pelo acúmulo de lucro e, talvez, tenha pacto com o gramunhão. Ao fazer isso e, principalmente, deixar que as pessoas saibam disso, você aumenta as chances de receber via sedex um peixe enrolado em jornal, no maior estilo mafioso, avisando que você dormirá com os peixes.

Mas o dia das crianças é um momento lindo e, como em todas essas datas e todos os dias de nossas vidas, devemos celebrar a comunhão entre pais e filhos, homens e natureza e tal… então é importante não darmos presentes, mas sim abraçarmos uns aos outros, plantar uma árvore, comer comidinhas macrobióticas e confeccionar nossas próprias roupas. Se o seu instinto de presentear for muito forte, elabore um kit de malabares para seu filho a partir de garrafas PET ou algo do gênero, mas NEM PENSAR em comprar alguma coisa, bicho. Pode crer!

Deixando a brincadeira e o sarcasmo de lado, eu também já fui pós-adolescente-idealista e briguei com unhas e dentes contra os rituais e as convenções sociais. Só que uma hora a gente saca que rituais são só rituais sim, mas são importantes. São eles que nos marcam e enfatizam coisas realmente importantes. Ainda que o Natal, aniversário, casamento e outras convenções não façam pleno sentido para você, eterno ser pensante, os rituais de festividade, presentear e comemorar juntos carregam significado que tem sua importância, sim senhor.

Não concordo em criar criaturas mimadas do submundo superlotando quartos de tanto brinquedo. Também discordo de privar a criança de receber presentes porque o pai e a mãe são idealistas irreparáveis. Não é porque você ganha um brinquedo no dia das crianças ou um presente de aniversário que será um porco capitalista desalmado. Ter o SEU brinquedo é o primeiro passo para compartilhá-lo, dividir com os colegas e, quem sabe, doar para quem não tem aquele brinquedo que já não é tão interessante. Como diz o amigo DeRose, “quem não tem nada, perde a oportunidade de dar”.

Aí aparecem criaturas alucinadas dizendo que dar presente pra criança é crime, mas adoram um celularzinho novo e gastam boa parte do seu salário (ou do salário do apêndice conjugal) com presentinhos para si mesmo. E aí? Onde está seu Deus agora? Brincando com as palavras de Freud, eu diria que às vezes um presente é só um presente.

Dar um presente não precisa ter tanta importância assim. Um presentinho, algo que deixe a criança feliz, não que seja um gasto de tantos reais ou que seja o último-lançamento-do-universo. Com o pacote, dê para seu filho o significado daquele gesto. Ensine a dar, a receber, a presentear, a compartilhar e tudo mais. Isso, inclusive, lembrou-me de quando ensinamos nossa princesa a doar comida para os mais necessitados, mas isso é história para um outro dia!

Aproveite o feriado, o dia das crianças e brinque muito com seus pequenos!” 

E aí? Goustou? Eu também, sendo assim conte-nos como foi ou como será o seu Dia das Crianças!!!

Anúncios

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s