Qualidade de vida

E você, tem medo de quê?

Fonte: Google Images
Fonte: Google Images

A gente vive com medo, todo mundo tem medo de alguma coisa, não existe essa coisa de se achar SUPER DEMAIS e não sentir medo de nada, acho até desnecessário isso. Então, tem gente que tem medo de altura, outros medo do escuro, de cachorro, de estrada, de barata, de ser mãe, siiiiiiiiiiiiim, tem mulher que tem medo de ser mãe. Eu mesma já tive muito medo de ser mãe, só que nunca deixei esse medo ser maior do que a vontade que eu tinha.

Dizem que o medo pode surgir depois de uma experiência ruim, por exemplo, eu tenho medo de cachorro e esse medo passou a existir depois que um cachorro muito grande ameaçou me morder. Mas e o medo de ser mãe, surge de onde? Porque esse medo? Você já se perguntou isso, se é que você também já teve esse medo?

O medo de ser mãe não surge de algo ou por algo, nem sei se pode ser chamado de medo, talvez seja apenas um “montão” de sentimentos misturados, tipo, ser mãe é para sempre, não é como arriscar e pintar o cabelo de roxo e depois ver no que dá, e se não der certo você vai lá e pinta de outra cor. Ser mãe é coisa séria, é para sempre, você têm muitas obrigações, tem que saber ensinar, precisa adquirir paciência, ter disposição durante as madrugadas, saber educar, não dá para voltar atrás, não é fácil e acho que isso amedronta sim.

Quando descobri que estava grávida pela primeira vez, da Sophia, foi uma coisa de louco, eu entrei para o banheiro e ria e chorava, não de medo, ou de medo só sei que eu parecia estar numa montanha-russa, não conseguia concentrar em um pensamento apenas, eu amei a idéia de estar esperando um bebê mas e aí? Como seria? Eu daria conta? E se desse algo errado? Você me entende?

Durante a gravidez eu lia muito, perguntava muito, buscava todo e qualquer tipo de informação, queria aprender tudo, mas confesso que algumas vezes me peguei pensando e outras até chorando ao me perguntar: Será que eu vou dar conta? Sim, essa pergunta me deixava em pânico, eu tinha medo de não ter paciência suficiente, de ficar muito cansada, de não saber o que fazer durante um “engasgo”, coisas do tipo. Mas sabe, tem dado tudo certo.

Ai veio a segunda gravidez, fiz o teste de farmácia no banheiro do meu quarto às 5hs da manhã e ao ver o positivo você pensa que eu consegui dormir de novo? Não, eu não dormi mais, eu só pensava: Meu Deus, eu tenho uma criança de um ano e estou grávida de outra, como será isso? Será que eu vou conseguir? Bem, durante toda a gravidez esse medo estava ali, me deixando confusa, tensa e até mesmo cansada, porque sim, o medo me cansa.

E eu tentava pensar em outras coisas, mas tinha aquele medo, de não dar conta, de surtar e, infelizmente algumas pessoas não sabem ajudar, apenas dizem coisas pra te deixar com mais medo como por exemplo: “Será que você vai conseguir?” “Você foi louca de engravidar tão depressa!” “Você vai ver como vai ser difícil!” e eu ficava calada, ouvindo e remoendo aquilo tudo.Poucas pessoas me disseram que ia ficar tudo bem, acho que por isso hoje, quando vejo uma grávida com medo eu sempre a encorajo dizendo que vai dar tudo certo como tiver que dá, num eh?!

Aí um dia o maridón, que é muito sábio por sinal, disse uma coisa legal, ele disse que era melhor eu esperar para ver o que ia acontecer do que ficar pensando ou até acreditando em coisas que ninguém sabia ao certo como seria, até porque uma coisa é certa, cada um tem a sua experiência e cada um lida com ela do seu jeito e o seu jeito é sempre o jeito certo pra você, não se engane!

E então chegou o José Miguel, isso faz um ano, e se eu dou conta? Sim, eu tenho dado conta e tem sido tão bom!

Se é difícil? Sim, alguns dias são bem difíceis, mas garanto e mais bom do que difícil e eu não faria diferente.

Se eu ainda tenho medo? Sim, eu ainda tenho medo, na verdade eu tenho vários medos de muitas coisas, mas eu tento colocá-los dentro de uma caixinha bem trancadinha para que eles não me apavorem e não me roubem o melhor da vida, que é viver.

E você, tem medo de quê? Conta pra mim!

Anúncios

4 comentários em “E você, tem medo de quê?

  1. Adorei seu post, me ajudou bastante, tenho 32 anos e estou casada há 10 anos, de um ano para cá começamos a por a ideia de ser pais em prática, parei de tomar remédio em 09/2012 e em 03/2013 fiquei grávida, mas, perdi com alguns dias, qdo peguei o resultado fiquei muito feliz, pois era planejada, desejada, depois comecei a ficar muito triste, preocupada, com medo de ser mãe, pensando já lá na frente qdo a criança estivesse adolescente e dando trabalho sabe, hoje não tenho saco com essas coisas, adolescentes me irritam demais, acho que por isso que tenho mais medo…da fase da adolescência, sempre adorei crianças, até tinha pensado em fazer pedagogia para dar aulas, mas, desisti, depois que comecei a ver a realidade dos fatos, não sei o que aconteceu, mas, estou me tratando com Psicóloga e descobri que tenho transtorno de ansiedade, o que acarretou todo o problema! Estou começando a pensar novamente na idéia…quem sabe….vamos aguardar e que Deus me ajude! Bjs

    Curtir

    1. Fico tão feliz quando alguém se identifica com alguma postagem, obrigada por passar aqui e se abrir e quanto aos seus medos só tenho algo a dizer: Deixe a vida viver! Não fique pensando no amanhã, viva o hoje. Tanta gente me diz que sou louca por querer tantos filhos, que quando são crianças é bom mas quando crescem dão muito trabalho e eu olho pra elas e só penso em uma coisa: Será que elas não são gratas por terem a oportunidade de ter gerado, de ter carregado, de ter educado? Não tenho medo da adolescência deles, porém sei que pode ser uma fase mais complexa e nem de que me deixem viver minha velhice em um asilo, hoje eu cuido deles porque decidi viver o hoje, sabe. Amanhã, bem, eu nem sei se estarei aqui amanhã, espero estar aqui o tempo necessário para ensiná-los a ser melhor a cada dia, mas ficar com medo do futuro eu não vou ficar e te aconselho a viver o hoje, viver cada etapa de uma vez, imagina ter um filho e vê-lo te surpreender na adolescência dele…como será bom, heim!? Beijos! Volte sempre!!!

      Curtir

      1. Obrigada pela resposta, vou tentar viver somente o hoje…vamos ver se consigo…rsrs… Quem sabe daqui há algum tempo eu não poste coisas boas sobre maternidade, o futuro a Deus pertence!!!Bjs!

        Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s