Maternidade · Sophia

As crianças e seus amigos imaginários!

Fonte: Google Images
Fonte: Google Images

A Sophia é uma criança bem sociável, é claro que hora ou outra ela demonstra certa timidez, não vai com a cara da pessoa (e não me pergunte o “porquê” e nem espere que eu fique sem graça caso isso aconteça), ela não gosta de brincar com crianças mandonas ou que fiquem a tocando o tempo todo, batendo ou gritando. Ela é um tanto quanto seletiva e isso não me incomoda porque entendo que faz parte dela isso aí e percebo que ela convive muito bem com as crianças com as quais ela gosta de interagir, inclusive com o irmãozinho dela.

Uma outra característica interessantíssima da Sossô é que ela não possui um amigo imaginário, ela possui três amigos imaginários, isso mesmo minha gente, são três amigos imaginários. Além de passar o dia todo brincando com o irmãozinho José Miguel ela ainda interage com o Jowci/Joyce (não sei como escreve esse nome aí não, só sei que é um menino e que ela pronuncia esse nome em inglês e às vezes o chama de Joe), a Sara e a Deisy. São três amigos, duas meninas e um menino e eu acho o máximo essa criatividade dela. Pelo que já li e ouvi de outas mães é normal que as crianças criem amigos que façam parte do imaginário delas e geralmente elas têm um amigo ou uma amiga nesse mundo de fantasia, mas a minha garota têm três, é pra se orgulhar ou se preocupar?

Bem, eu não sou do estilo paranóica com essas coisas, não me preocupo com esses “amigos” que fazem parte do dia a dia da Sophia e acho que isso não vai “afetar” o desenvolvimento dela, acho até que pode ajudá-la. Já li sim algumas coisas à  respeito, por curiosidade mas percebo que minha filha é saudável e que esses amigos são  companheiros nos momentos em que ela precisa criar situações, contar acontecimentos que foram importantes para ela, compartilhar aprendizados e coisas do tipo. 

Um ótimo exemplo de que esses amigos “auxiliam” no aprendizado dela é que um dia, durante o desfralde, ela fez um xixi fora do peniquinho e eu expliquei que não podia que o lugar de xixi e de cocô era no peniquinho, que ela deveria aprender a fazer somente no peniquinho. Ok, após a explicação fui fazer outra coisa qualquer que no momento não consigo me lembrar bem e ouvi que ela estava conversando e comecei a chegar perto dela aos poucos para ouvir o que era e o assunto era o seguinte: “…blá…blá…blá…sabe Joe, o xixi tem que ir no peniquinho, não é no chão, você tem que aprender isso…blá blá blá…!” 

Então, vez ou outra ela me conta algum caso, diz que o Jowce foi na praia, que a Sara brincou na escola, que a Deisy tomou banho com ela, ela cria histórias, ela cria situações, ela ensina o que aprendeu aos seus “amigos” e eu acho isso interessantíssimo. Às vezes me pergunto se tive amigos imaginários, queria ouvir histórias de como era quando eu falava com eles, se eu falava com eles, queria me lembrar dessa fase. Como deve ser bom ser capaz de criar um mundo em nossas mentes, como deve ser bom ser livre e não ter medo de ter idéias “fantásticas”, de criar situações “absurdas”, de poder soltar o que há de bom e o que há de ruim dentro de nós. 

Parece que algumas mães e pais proibem amigos imaginários, não dão atenção aos seus filhos quando eles contam as histórias dos seus amigos, tratam esses histórias como sendo mentirosas, será mesmo que isso é o certo? Será que a minha atitude, a minha “não preocupação” está sendo errada? Não estimulo a minha filha a viver em um mundo imaginário, apenas não a limito, não a proíbo, não nego a ela o direito de criar, deixo que ela navegue pela própria imaginação, que ela viaje na sua criação mas a coloco também aqui, no mundo real que já chato o suficiente para que ela não possa viver nenhum pouquinho em seu mundo “mágico”, “fantástico” e “lindo”. 

E quem foi que disse que o imaginário não pode ser mais concreto do que o real? Se é que você me entende!!!

Anúncios

7 comentários em “As crianças e seus amigos imaginários!

  1. Eu tive uma amiga imaginária e ela se chamava Alice. Alice morava dentro da caixinha de papel higiênico, haha! Isso durou um bom tempo, mais ou menos até os 7 anos de idade.
    Tenho um sobrinho que também teve, e como vc disse é super natural e não há mal nenhum. E haja criatividade… rs!
    Um beijo,
    Re.

    Curtir

  2. Vanessa, dizem que a hora do amigo imaginário chega para todos, né?! Pois qdo o daqui chegar não sei como vai ser rs. Eu encaro numa boa, já que fui uma criança com vários amigos imaginários. Agora, meu marido MORRE de medo disso! Ele diz que amigos imaginários são espíritos do além rs…vou ter trabalho rs! Adorei o post…bjsss
    Tamy #amigacomenta

    Curtir

  3. Murillo ainda não chegou nessa fase, Vanessa! Mas eu acharia legal, eu tinha um amigo imaginário e super desabafava com ele, e eu tenho 2 irmãos e sempre fui super social e também um pouco tímida!
    Beijos Ca
    #amigacomenta

    Curtir

  4. A minha filha é super sociável, dificilmente ela não se dar bem com outra criança e até com adultos (isso exige um pouco de cuidado). Ela tem os amiguinhos imaginários, coisa que tbm acho muito normal, ha que m ache estranho, mas eu tbm tinha. Mas tem gente que acha isso anormal, levam em médico p/ dar remédio, sinto por essas crianças que não chance de explorar o imaginário, a fantasia.
    Bjs
    #amigacomenta
    http://minhaflorbela.blogspot.com.br

    Curtir

    1. Sério que tem gente que pensa em dar remédios nessas situações? Que triste isso Silma, acho tão gostoso dar liberdade às crianças, deixar com que elas viagem…isso é muito importante para eles. Beeeijos…obrigada pelos comentários!

      Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s