Gravidez · Sophia

Parto Humanizado, a melhor escolha!

Parto-humanizado-2

Estou passando por um período de busca. Busco um médico obstetra que me acompanhe para realização de um Parto Natural após duas cesáreas e essa busca não tem sido fácil e infelizmente não sei se terei êxito, pelo que tenho visto. Parte dos médicos não são à favor de um Parto Natural após duas cesáreas e a parte que é a favor e o apoia não fazem acompanhamento ou realização do parto por convênio médico. Sendo assim, ainda não sei como farei. Mas continuarei buscando e contando tudo que tenho passado.

Antes de falar sobre a busca desse GO “legal” e humanizado que vai me acompanhar quero contar sobre os meus dois partos anteriores. Eu sempre sonhei, isso mesmo, sonhei com um parto natural, acho que nasci para parir, porém por a falta de informação e de incentivo acabei passando por duas cesáreas, a primeira totalmente desnecessária e a segunda não tão desnecessária assim. De quem foi a culpa? Minha! Se eu tivesse me informado mais não teria passado pela primeira cesárea. Vou te contar como foi

Estava eu, linda e barriguda grávida de uma menina super saudável, eu também saudável, uma gestação com 39semanas sem nenhum problema, estávamos bem e preparadas para um parto natural. Durante a gravidez o único tipo de informação que buscava sobre partos era com mulheres que eu já conhecia e cada uma tinha uma experiência pior que a outra, de partos normais nada humanizados. Muitas contavam sobre o fórceps, os cortes, enfermeiras subindo sobre elas para empurrar o bebê pra baixo, médicos mal educados, enfim, 99% dos relatos era de partos anormais, no ponto de vista delas.

Fui me preparando para o pior mas sem buscar informações suficientes para saber o que realmente aconteceria, o que eu deveria esperar e como deveria agir quando entrasse em trabalho de parto.  Com 39semanas completas entrei em trabalho de parto. Era 1hr da madrugada do dia 14 de junho de 2010, um dos dias mais frios do qual me lembro. Senti estar entrando em trabalho de parto, comecei a cronometrar as contrações, estavam seguidas e com espaços curtos e constantes. Andei pela casa, as contrações eram bem suportáveis, sentei no sofá, sentei no chão, fiz xixi várias vezes, fiquei assim, com contrações constantes até às 3 da madrugada andando pela casa escura sem acordar o marido, achei desnecessário acordá-lo naquele momento.

Próximo às 3e30 da madrugada fui fazer mais um xixi, estava calma, tranquila porém senti que algo “caiu” no vaso, olhei e era sangue, no papel higiênico tinha sangue e eu fiquei com MEDO, isso mesmo, com medo de algo tão simples. Hoje eu sei que era apenas o tampão, mas como eu disse, não tinha buscado todas as informações necessárias e por não saber o que era fiquei assustada. Ai então acordei o marido e disse:

-Vamos para o hospital, estou em trabalho de parto e começou a sair sangue e estou com medo!

Tomamos um banho, terminamos de arrumar as malas e fomos para o hospital. Chegue por volta das 4 e alguma coisa da madrugada. Fui muito bem atendida por um GO de plantão, ele foi super educado, carinhoso e respeitoso. Conversou muito comigo, me acalmou e ligou pra minha médica. Ela me disse:

-Você está trabalho de parto, quer que eu vá para o hospital agora ou quer que eu espere mais um pouco?

Eu disse à ela que podia esperar amanhecer, estava no começo do trabalho de parto, as contrações estavam “suportáveis” e não tinha problema em esperá-la. Ok! Ai entrou um outro problema da falta informação. Como eu ficaria a esperando até amanhecer me perguntaram se eu queria ir para um quarto ou para a sala de parto. Bem, eu acho que o médico de plantão é quem deveria ter decidido isso mas, como me perguntaram e eu tive que responder, disse que iria pra sala de parto. Eu não sabia o que estava acontecendo, achei que me encaminhariam para o melhor e fiz uma ligação entre trabalho de parto e sala de parto que não me rendeu a melhor escolha.

Dali me levaram pra vestir aquela roupinha, imagina eu naquele frio de 14 de junho com aquela camisolinha de hospital, eu tremia horrores, além da dor das contrações, e ninguém me orientava em nada. Ai perguntei pra enfermeira que estava perto de mim onde estava meu marido e ela disse que eu só o veria de novo quando o bebê estivesse nascendo, ou seja, me jogaram em uma salinha feia, sozinha, sem roupa e morrendo de frio com contrações sem nenhum tipo de orientação sobre o que fazer, qual é a melhor posição, ou qualquer outra coisa que pudesse me ajudar. E isso era 5hr da manhã.

Minha médica chegou por volta das 6e30 e foi direto pra sala de pré-parto me “ver”, fez o exame de toque, me olhou com aquela cara de quem diz “Tô morrendo de dó de você” e disse que eu estava com 1cm de dilatação apenas e me perguntou se eu queria partir pra cesárea e acabar logo com aquela dor ou se queria esperar o trabalho de parto evoluir mas deixando claro que isso demoraria umas 12hr. Imagina a minha CARA no momento! Eu estava ali, pelada, com dor, em um sala feia, sozinha, toda hora passava uma enfermeira por mim e me perguntava porque eu não chamava o anestesista e eu só pensava em chorar por não saber o que fazer. Sério, eu não acredito que tomei a pior decisão possível! Se meu marido pudesse estar ali, se eu estivesse no quarto eu acredito que teria tomado outra decisão, sabia!?

Naquela hora eu achei que a melhor opção era uma cesárea porque a única coisa que se passava pela minha cabeça era o quanto seria ruim ficar ali, sozinha naquele lugar feio por mais 12hr, sentindo frio, sentindo dor, sentindo medo, isso mesmo, eu senti muito medo. Se eu soubesse, se eu tivesse o nível de informação que tenho hoje eu tinha pedido pra ir para o quarto, pelo menos no quarto eu ficaria com o meu marido por perto, mas eu não tinha, e eu te digo: Que tem busca informação encontra um tesouro!

Optei sim, pela cesárea. É claro que minha médica não é adepta ao parto natural, porém ela me disse que faria, se eu assim o quisesse, por isso digo que a culpa foi minha. Se fosse um GO humanizado ele teria me incentivado a esperar mais, mas não era o caso. Porém a culpa foi minha por não ter buscado informação, por não saber decidir, por não saber o que realmente esperar de um trabalho de parto.

Durante a cesárea foi tudo muito tranquilo, a Sophia nasceu ótima, o parto correu muito bem, fui bem tratada durante o parto e após o parto, não me senti diminuída e nem desrespeitada, porém afirmo que poderia ter sido melhor. Cheguei no quarto a Sossô já estava lá, esperando para mamar, toda cor de rosa, toda linda. Tomei banho assim que a anestesia passou, fui incentivada a caminhar pelo hospital, sendo assim não tive nenhum problema pós parto, exceto aquela dor horrorosa no corte  que se sente após uma cirurgia, é claro. A Sophia quase não ficou no berçário, eu tive liberdade de vê-la tomar banho, de trocar as fraldinhas dela, de colocar roupinha nela, cuidei dela, e apesar de ter sido uma cesárea correu tudo bem, mas ressalto que poderia ter sido melhor.

Se você quer algo, busque se informar sobre tudo, porque se eu tivesse parido, hoje a minha busca por um parto natural não seria tão complicada, entende?

Fiquei ligado! Amanhã falaremos sobre a minha segunda cesárea!

 

Anúncios

2 comentários em “Parto Humanizado, a melhor escolha!

  1. Poxa amiga, que pena que fizeram isso com vc, o meu marido ficou o tempo todo do meu lado na sala de pré-parto. Só saiu quando fui p/ sala de parto e veio a minha ex-cunhada. Eu escolhi a cesárea, foi na última consulta, eu pesquisei muito, tinha plena consciência da minha decisão, não mudaria em nada. Acho que informação é um bom caminha p/ que a mulher possa escolher o que realmente quer, depois contar com a sorte de encontrar médicos que respeitem a sua vontade. Desejo de coração que vc consiga realizar o seu desejo de um parto humanizado.
    Bjs
    #amigacomenta

    Curtir

    1. Ah amiga, obrigada pelo carinho! Mas olha, só vi meu marido quando já estavam tirando a Sophia, foi só aí que o deixaram entrar. Espero que tudo corra bem e que eu possa ter sim um parto humanizado, ainda que na hora H eu tenha que passar por uma cesárea, mas que ela seja humanizada. Beijos!

      Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s