Maternidade

Meu filho está com febre, e agora?

febre

E agora? Ué, agora fique tranquilo (a) porque a febre do seu filho quer dizer uma coisa apenas, que o sistema imunológico dele está agindo perfeitamente. Antes de me crucificar leia o que tenho para te explicar.

A febre é uma das maiores, senão a maior das preocupações das mães, dos pais, dos avós e de todos que acompanham a vida de uma criança. A temperatura da criança aumenta e todos já ficam alertas e “desesperados” procurando o telefone de um pediatra ou o pronto atendimento mais próximo. Mas eu tenho uma coisa pra te contar: A febre é um ÓTIMO sinal!

Imagine chamar a polícia cada vez que o alarme do seu carro dispara?! Então, a febre é isso, é um alarme que o corpo está disparando apenas para informar que o organismo foi exposto à um corpo estranho, então o sistema imunológico dispara o alarme para todas as células de defesa informando que elas precisam entrar em ação. Daí elas começam o trabalho e elevam a temperatura corporal afim de “destruir” esse corpo estranho para que ele não cause maiores danos ao organismo em questão. Essa elevação de temperatura costuma ser o suficiente para combater esses corpos estranhos e ela pode durar até 72rs sem maiores preocupações, EXCETO quando nota-se a presença de alguns outros sintomas, como diarréia, vômitos, choros inconsoláveis, prostração, sendo assim, em alguns casos realmente existe a necessidade de alguns outros métodos para esse combate.

Alguns médicos já alertam para o uso indevido de antitérmicos, eles explicam bem isso aí que foi explicado de forma mais lúdica no parágrafo acima, o uso de antitérmico deve acontecer apenas se a febre estiver muito alta ou se a criança estiver se mostrando muito incomodada com a febre. Ele pode ser dispensável em casos febris, por exemplo. E o outro motivo pelo qual os médicos alertam para esse uso indevido é que os antitérmicos não agem na doença, ele apenas ameniza o quadro de febre. Outros afirmam ainda que a febre de até 38,6ºC pode otimizar o sistema imunológico.

Aqui em casa eu sempre espero um pouquinho para entrar com antitérmico, até porque meus filhos reagem “bem” às febres, elas não costumam ser longas e não os deixam “pra baixo”, entro apenas  com medicação quando a febre fica elevada (38,6ºC), até porque eu, pessoalmente não gosto da sensação que a febre alta provoca em mim , porque eu deixaria meus filhos sofrerem com isso? Há casos em que a elevação da temperatura corporal pode levar à convulsões, nesses casos também existe a necessidade de “ir atrás” de um pediatra para indicar o melhor a se fazer.

Mas será que a cada elevação de temperatura eu preciso correr para um pronto atendimento? Bem, eu não corro mesmo. Foi o pediatra dos meus meninos quem me ensinou muito e me tranquilizou quanto à isso. Na primeira febre que a Sophia teve eu liguei na hora pra ele e disse que iria ao consultório e ele, na maior calma do mundo, me explicou todo o processo da febre. Me acalmou e me disse para acompanhar a febre, quantos episódios aconteceriam, quanto tempo eles durariam e qual era a temperatura máxima. Se ela não tivesse nenhum outro incomodo e a febre durasse menos de 72hs não haveria necessidade de levá-la e caso a febre ficasse alta eu poderia dar o antitérmico (nesse caso ele me indicou o antitérmico a ser usado, ele a conhecia bem e eu confie em tudo que ele disse).

Há quem diga que foi preguiça da parte dele, mas na minha opinião ele foi sensato e experiente. Ele é o tipo de pediatra que atende o telefone celular aos sábados às 10da noite ou aos domingos às 9da manhã. Ele está sempre disponível, até quando está viajando de férias. E caso o celular dê fora de área, assim que ele vê a ligação ele retorna da forma mais atenciosa possível.

Outra coisa que ele me ensinou foi que se uma criança está tendo o incômodo da febre ela precisa de descanso, sendo assim, porque colocá-la dentro de um carro, expô-la à uma chata sala de espera, há um stress desnecessário sendo que, como ela não tem nenhum outro sintoma o médico não terá muito o que fazer, a não ser examiná-la e indicar um antitérmico, eles não são “adivinhos” e ficar furando uma criança para tirar sangue cada vez que a temperatura dela eleva é uma dó, você não acha? Sendo assim é desnecessário! LEMBRANDO que é desnecessário caso a criança não apresente nenhum outro sintoma que possa ser arriscado. 

A febre em si não é um monstro. Não é doença e não precisa ser temida. Ela é apenas um sinal de alerta para que aquela criança passe a ser observada com mais frequência até que o sistema imunológico cumpra todo o papel dele.

Obs¹: Bebês recém-nascidos que apresentam temperatura elevada, crianças que apresentam quadros convulsivos durante a elevação corporal, crianças com problemas cardíacos ou pulmonares e crianças que apresentem qualquer outro sintoma junto com a febre ou criança que estejam tendo episódios de febre há mais de 3 dias (72hs) devem ser encaminhadas ao pediatra rapidamente.

Obs²: Esse texto não foi escrito por um médico, sou apenas uma mãe que está em constante aprendizado, por isso, o que eu descobri funcionar para mim pode não funcionar para você.

Obs³: Procure ter um pediatra de confiança para os seus filhos e que te dê total liberdade e acesso, para que não seja necessário ficar pulando de pediatra em pediatra e se confundindo com as instruções.

 

Anúncios

Um comentário em “Meu filho está com febre, e agora?

  1. Muito boa as informações, febre é uma coisa que realmente deixas as mães meio encucada, mesmo sabendo de todas essas informações quando a minha filha tem febre, vou no google e pesquiso tudo de novo… rsrsrsrsrsrs #neurose
    Bjs
    #amigacomenta

    Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s