Maternidade

Minha realização na maternidade!

Sem título.png2

Realização, sucesso, felicidade e satisfação são termos bem relativos sabia!? Eu, por exemplo, me realizo por completo na maternidade, sinto prazer em ser mãe, em cozinhar, em dar banho, em estar aqui, à disposição! “Ah, Vanessa, então quer dizer que é tudo perfeitinho e que você, em nenhum momento, pensa em não ter que viver só isso?” É, posso dizer que passo por momentos super complexos e em alguns desses momentos já pensei “Onde é que fui me meter?”, ás vezes, depois de uma noite mal dormida ou quase nada dormida, depois de um dia agitado com uma criança doente ou com a chegada de um novo dente, durante uma crise de choro ou gritaria na qual a criança não pára pra te explicar o que está se passando com ela, depois de momentos assim olho pra mim mesma e me pergunto “Pra quê tanto menino?”, “Porque os três tão próximos?”, “Será que vou me adaptar?”, bem, não tenho a resposta para nenhuma dessas perguntas que me faço, mas uma coisa posso dizer EU NÃO FARIA/QUERIA NADA DIFERENTE!!!

A minha maior realização está em poder ser mãe! É gostoso, me divirto, morro de rir, sinto o coração cheio.

Desde adolescente tinha comigo um medo muito ruim, o medo de não poder gerar e criar um filho, na época me pegava chorando algumas vezes por causa desse medo, pode acreditar, e pode também perguntar à quem sempre conviveu comigo. Meu sonho nessa vida sempre foi ser mãe de fato, viver a maternidade por completo. Então desde que aquela segunda faixa cor de rosa aparecia nos meus exames de farmácia eu já sentia que estava carregando uma vida, e isso me emocionava, me fazia rir e chorar ao mesmo tempo, me proporcionava uma satisfação sem igual.

Acontece que nem toda mulher se realiza com isso, nem toda mulher se sente realizada com a maternidade, nem toda mulher sonha em ser mãe, e elas precisam ser respeitadas. Algumas mulheres, ao descobrir que estão grávidas entram em pânico, sim, EM PÂNICO! E isso não faz delas “monstras”, “anormais”, “doentes”, faz delas apenas seres humanos normais com suas respectivas reações. Algumas dessas mulheres seguem com a gestação e descobrem que nasceram para ser mãe, seja durante a gestação, seja durante a criação da criança.

Algumas mulheres têm tranquilidade para seguir com uma gestação mesmo que seja “contra a corrente”, mesmo ouvindo do parceiro que ela “deve tirar a criança” ou ouvindo acusações, ou sendo chamada de “mãe solteira vadia”, algumas têm força para ir contra o mundo, se dispõem a bancar tudo sozinhas e são mulheres, apenas. Outras entram em desespero, não sabem o que fazer, não sabem a quem ouvir, a quem recorrer, não conseguem se ouvir, não conseguem olhar para o futuro e acreditar que tudo pode ficar bem e essas mulheres são mulheres, apenas. São todas iguais! Somos todas iguais! A única diferença está na realidade que nos rodeia, na nossa construção social, na nossa crença na vida, na nossa fé, nas nossas experiências. Por isso, acredito eu que ninguém seja digno de julgamento porque ninguém está apto para julgar, se é que você me entende!

Acredito que desde o momento da concepção existe vida, é a minha opinião, não há quem possa me provar do contrário, acredito sim que ao realizar um aborto alguém está morrendo, pra mim é claro isso e eu, Vanessa, não concordo com isso. Porém, sobre a descriminalização do aborto, sou a favor, posso estar sendo contraditória, mas estou expondo a minha opinião, e talvez esteja errada. Mas entenda, sou a favor da descriminalização porque o aborto é uma realidade e, infelizmente continuará sendo, e essa criminalização é o que mata muitas mulheres, pois torna o procedimento clandestino.

A criminalização não reduz os seus números, para que esse número fosse reduzido seria necessário todo um trabalho de conscientização e apoio à mulher, algo que só mostraria seus frutos à longo prazo. Se a mulher que está gestando tivesse mais apoio acredito que ela pensaria mais à respeito do aborto. Não me venha com o discurso de “só engravida quem quer” porque esse já não cola mais, conheço e você também deve conhecer mulheres que engravidaram sem desejar um filho naquele momento.

Vou ainda mais longe, a gravidez não é responsabilidade apenas da mulher, não é mesmo! Se você defende isso sinto te contar, mas você está sendo machista e ignorante, por estar ignorando muitos fatos. Há os que dizem para mulheres que já são mães e engravidam sem desejar: “Não queria mais filhos, porque não fez laqueadura?” e te pergunto apenas se você conhece a realidade da burocracia em cima de uma laqueadura, é super difícil conseguir uma laqueadura no Brasil, principalmente pelo SUS. E agora, porque ninguém pergunta ao homem que a engravidou: “Porque não fez vasectomia?”, nenhuma mulher engravida sozinha mas é rotulada sozinha, seja como “mãe solteira vadia” ou como “vagabunda assassina”. Esse discurso de colocar toda a responsabilidade da gravidez e do aborto em cima da mulher nada mais é do que o machismo se impondo cada vez com mais força.

Talvez eu esteja sendo chata escrevendo novamente sobre esse mesmo assunto, acontece que não páro de pensar nisso. Porque me sinto bem sendo mãe, me sinto realizada e não faria nada de diferente e gostaria muito que todas as mulheres se sentissem como eu, mas me sinto mal como mulher ao saber que outras mulheres, são julgadas por ter tomado uma decisão tão pesada, seja em um momento de desespero ou seja sob pressão, ou vai me dizer que não sabe que muitos homens pressionam as mulheres à provocar o aborto?! Só tenho mais uma coisa a dizer, nem toda mulher engravida porque quer e nem toda mulher aborta em perfeitas condições emocionais e psicológicas. Não cabe a mim julgar nenhuma dessas mulheres, cabe a mim apenas ouvi-las, abraçá-las e tentar compreender seus motivos.

 

Anúncios

2 comentários em “Minha realização na maternidade!

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s