Feminismo · Maternidade

O machismo me causa espanto!

Sem título

Hoje foi dia de reunião na escola da Sophia e lá fomos a Maria Flor e eu, todas serelepes para ouvir as coisinhas legais que sempre são faladas nessas reuniões, geralmente nas primeiras reuniões eles falam textos bonitinhos, nos explicam as “regras” da escola e a expectativa para o ano.

Meus filhos estudam em uma escola pública, um EMEI e sempre gostei muito da relação que a escola nos permite ter com os profissionais. Sempre tive acesso aos professores deles, percebo que as crianças têm um bom acompanhamento e, de verdade, gosto muito da escola e do que ela tem oferecido para as crianças.

Mas na reunião de hoje as coisas foram diferentes! Estávamos nós conversando, falando sobre nossos filhos, a criação com outros irmãos, as rotinas familiares, entre outros assuntos. E nessa reunião estavam pais de alunos, a professora e a supervisora da escola, tudo corria bem quando de repente ouço um “mas a minha filha sempre me questionou porque eu a tratava diferente do irmão e até me chamava de machista, até que um dia expliquei para ela que sim, sou machista, a família é machista, o vizinho é machista, a escola é machista, a sociedade é machista e o mundo é machista e ela precisa sim saber se comportar como mulher!”, pensem no meu olhar nesse momento (quem me conhece sabe que meu olhar nunca mente, infelizmente ou felizmente, vai saber).

Na hora fiquei muda, tenho certeza de que meu olhar me condenou porque eu não conseguia parar de processar essa mensagem a separando das imagens de tantas mulheres sendo espancadas, violentadas, estupradas por estarem mal vestidas, gays apanhando até morrer ou quase morrer, e uma criança que no dia 05 de março apanhou dos coleguinhas na escola por ser filho de um casal gay e está em coma, correndo risco de vida. Agora vai me dizer que isso não é resultado desse discurso “O mundo é machista!”?!

Todas essas imagens passavam pela minha mente e eu ouvia aquele discurso com vontade de levantar e ir embora. EU NÃO ABRI A BOCA! Gente, não abri a boca! Como pude? Não sei se fiquei com medo ou quê, só sei que fiquei ali, sentada, murcha, sem voz, com diversas imagens passando na minha cabeça e a Maria pedindo peito e eu com receio até de amamentar (vai saber, neh!?), mas amamentei, é claro!

Estou escrevendo o post e chorando, não vou dizer de quem veio o comentário porque acho que não cabe ao post, não quero aqui fazer uma denuncia pessoal, por acreditar que a culpa não está só em quem disse, mas em toda uma “escolarização” machista que vivemos uma vida toda. Mas quero deixar um alerta aos pais, a criação e a educação se dão em casa, meus filhos continuarão nessa escola mas continuaremos lutando para que esse conceito não entre na cabeça deles, aqui nessa casa a infância é livre e unisex sim e a maior lição que tentamos passar à eles é que TODOS SÃO IGUAIS E DIGNOS DE RESPEITO, TODOS TÊM OS MESMOS DIREITOS, E UMA MULHER NÃO PRECISA SE SUJEITAR À NADA PELO SIMPLES FATO DE SER MULHER!

Se o mundo é machista a responsabilidade está em nós, somos nós quem devemos mudar esse conceito começando por nós, pela criação que damos aos nossos filhos. Se você ensina seu filho a se respeitar e a respeitar o outro, com as suas atitudes e não só com suas palavras, acho que você pode esperar o melhor dele. Você só precisa ensinar seu filho a se respeitar e a respeitar o outro. Você não precisa impor nada à ele porque a sociedade é machista, porque a única coisa errada é a sociedade ser machista. Esse tipo de discurso apenas aumenta os índices de violência, nada além disso!

E mais uma vez eu chorei, por saber que o caminho é pesado, por lembrar de toda violência que nos cerca, pelas mulheres que se sujeitam por não conhecer o seu valor, pelos altos índices de violência contra a mulher, pelos tantos casos de homofobia, pelos filhos de casais gays que têm que lutar contra todo esse preconceito, pelo falso moralismo, pelo meus filhos, pela humanidade, que é ainda tão primitiva.

Anúncios

5 comentários em “O machismo me causa espanto!

  1. Vanessa fiquei estarrecida, queria muito saber qual a postura que as profissionais tiveram com relação a este comentário feito por essa mãe tão despreparada, afinal ela precisa receber esclarecimento. Obrigada por compartilhar momentos tão valiosos.

    Curtir

    1. Então Luciana, infelizmente o comentário saiu de uma das profissionais e todos ficaram em silêncio na hora, não sei se porque concordaram ou se porque ficaram tão chocados quanto eu! E foi isso que mais me causou espanto, uma mulher que lida com crianças com uma mentalidade dessa! Mas enfim, acho que a culpa não está nela, apenas, mas na sociedade! Cabe a nós mudar esse conceito apartir da educação que damos as nossas crianças!

      Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s