Qualidade de vida

Essa minha mania de me desculpar!

Sem título

Essa semana aconteceu uma fato interessante, fiz uma postagem e uma pessoa colocou sua opinião e em cima dessa opinião surgiram um monte de críticas, uma coisa super comum em redes sociais, as pessoas se expressando e tudo mais. Acontece que uma das pessoas se sentiu “agredida” e ficou irritada comigo por não tê-la defendido, não ter tomado partido, me chamou inbox e falou um monte de coisas, já tínhamos tido outras discussões mas essa foi bem exagerada.

Enfim, no final das contas a pessoas disse apenas que tinha se sentido ofendida e queria um pedido de desculpas e ponto. Ok! Não vi erro em mim e por isso não me desculpei, três dias depois a pessoa tinha me bloqueado em TODAS as redes sociais! Tá néah!? Fazer o quê?

Pois bem, comecei a pensar naquilo e decidi arrumar um jeito de me desculpar, afinal de contas não gosto de “ficar de mal” de ninguém, me sinto péssima quando isso acontece, mas daí comecei a pensar, repensar e refletir sobre mim e concluí uma coisa: SEMPRE ME DESCULPO PARA EVITAR “FICAR DE MAL”!

Isso não é bom, se não vejo culpa em mim porque sempre me desculpo? Porque essa mania de me desculpar até quando não acredito estar errada? O outro erra, me convence de que a errada sou eu e daí peço desculpas pra não ficar de mal? Então comecei a puxar pela memória os pedidos de desculpas que fiz que mais me marcaram e percebi que preciso de terapia com urgência (hahahahaha…).

Quando era adolescente tive um namoro com uma rapaz, desses namoricos mesmo, nos dávamos bem até que um dia uma amiga me questionou se eu gostava dele pra casar, se aquele namoro era pra casar! Eu tinha no máximo 14 anos e bem, fui sincera apenas, disse que não sabia se ia me casar com ele, acho que nenhuma adolescente tem convicção se quer ou não se casar com alguém, na verdade o adolescente tem pouquíssimas certezas na vida. Isso gerou todo um conflito e no final das contas estava lá, a Vanessa, se desculpando por não saber se queria casar ou não.

Depois tive um outro namorado, já com 16 anos, (praticamente uma adulta com opinião totalmente formada, néah?!), e fiquei em dúvida novamente se queria casar com ele ou não, e comentei com alguém que não tinha certeza se queria continuar com aquele namoro e o procurei para falar sobre isso. E pronto, tudo virou um balaio de gato novamente, e lá estava eu me desculpando por ser adolescente e leviana, sim, fui chamada de leviana, não sabia o significado mas mesmo assim me desculpei por ser isso aí.

Teve também uma vez que inventaram uma mentira bem fajuta (uma??? hahahahaha…até parece, foram várias mesmo), da pior espécie sobre mim, e sempre era assim, a pessoa contava uma mentira sobre mim e eu me desculpava pela mentira contada sobre mim…quédizê!? Uma vez até comentei com o Ju (aquele  cara que desde que comecei a namorar tive certeza de que era com quem queria me casar) que a impressão que eu tinha à meu respeito era que sempre acreditava em tudo que diziam sobre mim, e foi ele quem me ensinou a questionar o que diziam sobre mim e me defendia de mim mesma quando eu queria acreditar em algo do qual tentavam me convencer à meu respeito (que bagunça, neh…tá dando pra entender?)

Teve uma vez que me desculpei porque um carinha pelo qual uma amiga era interessada quis ficar comigo e, apesar de não ter ficado com ele, acabei pedindo desculpas também, se não me engano pedi desculpas para os dois, pode isso, produção?! Lembro que quando era criança sempre me sentia culpada, em tudo me sentia culpada, durante as brigas dos meus pais, quando não tinha paciência para brincar com alguma coleguinha de escola (ai sério, nunca fui muito de brincar com coleguinhas, achava um porre, e sempre me sentia culpada por isso), quando um primo se machucava durante uma brincadeira, quando dois primos brigavam e eu estava apenas assistindo a briga, quando via alguém irritado, quando via meus pais apertados financeiramente, quando via uma amiga triste, quando minha irmã ficava doente, era muita culpa, o meu lema era “A culpa deve ser minha!”.

Não sei se isso faz parte da minha personalidade, mas sinto sempre a necessidade de ser a que pede desculpas, desde que me entendo por gente, às vezes mesmo sentindo que tenho razão sou aquela que dá o braço a torcer e pede desculpas, mas sei lá, parece que isso não faz bem pra mim, sou uma pessoa, sou “gente como a gente”, posso errar e quando isso acontecer devo pedir desculpas, mas quando estiverSem título certa é preciso deixar claro que sei que estou certa e, se o outro quiser se desculpar fique à vontade.

Às vezes parece que não acredito em mim, será que é grave?

ps: só pra não perder o costume, quero desde já pedir desculpas se em algum momento demonstrei querer fazer o papel de vítima…hahahahaha

 

Anúncios

2 comentários em “Essa minha mania de me desculpar!

  1. Hahaha meeuudeusss como me identifiquei! Muitas vezes mesmo sendo magoada por alguém quem pede desculpas??? Eu! E mesmo nao estando errada! Na vdd meu problema é querer agradar todo mundo… Ja pensei mesmo em terapia pra ver se consigo mudar isso em mim… eh mto ruim pois nem sempre faço ou digo o que realmente penso. 😦 Será que na altura dos meus quase 30 consigo mudar??? Tomara…

    Curtido por 1 pessoa

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s