Feminismo

O verdadeiro feminismo!

Feminismo é um movimento social,

Vejo muitas páginas e grupos de feminismo nas redes sociais e acabo entrando para conhecer e aprender mais, mas infelizmente, às vezes fico meio “triste” (não sei bem se essa seria a palavra certa) com os resultados de algumas discussões que vejo por ali. Quando comecei a me entender por feminista e passei a me denominar como tal, entendi que o meu papel principal era respeitar e, até mesmo, defender outras mulheres do meio machista que vivemos, que minha luta é contra o sistema, contra o padrão estético, contra essa cultura que temos de rotular outrem de acordo com suas atitudes, e não contra outras mulheres.

Mas nessas páginas e grupos não é isso que vemos nos comentários que seguem as postagens, que, na maioria das vezes, são coerentes. Digo “na maioria” das vezes porque em alguns momentos até essas páginas pecam em suas postagens. Nos comentários é possível perceber a acidez de algumas feministas, ironia e até mesmo uma certa pitada de maldade nas repostas àquelas que ainda não descobriram o poder que possuem para lutar contra o sistema. Já vi discussões sérias, contendo até mesmo insultos e não acho que esse seja o melhor caminho para uma mudança no sistema.

Infelizmente, poucas são as mulheres que já entenderam que não é mais preciso abaixar a cabeça, basta lutar exigindo direitos iguais, poucas são as que já perceberam que o patriarcado não possui mais poder sobre nós, que não precisamos mais estar aprisionadas pelo sistema, que não estamos mais acorrentadas pelos padrões estéticos e, nós que já entendemos isso precisamos ter paciência e, até mesmo, tato para com as que ainda precisam se libertar. Mas a agressividade não vai ajudar em nada.

E algumas dessas discussões são desnecessárias e a agressividade e sempre inútil, na minha opinião, é claro. A maioria delas gira em torno de depilar ou não os pêlos, usar ou não sutians, passar ou não maquiagem, usar ou não perfumes e por aí segue. Ai gente, sério que vamos seguir discutindo assuntos assim enquanto tantas mulheres são acorrentadas pelo sistema machista, pela cultura do estupro, pelo domínio do patriarcado? Não, não é esse o nosso papel e o feminismo não pode girar em torno da estética.

É claro que sei que o padrão estético possui também domínio sobre o corpo feminino e sim, nós devemos lutar contra isso, mas não seria lutar uma contra a outra, mas lutar contra o sistema que impõe esses padrões e respeitar as mulheres que optam por escolhas diferentes das nossas. Se você se sente agredida ao ter seus pêlos arrancados, se você está convencida de que seus pêlos devem estar ali onde eles estão, você será respeitada na sua opção e então respeite a mulher que ainda não tem essa concepção, explique a ela o que você entende e transmita à ela o seu conhecimento e após isso esteja pronta para respeitar a decisão dela em relação aos pêlos dela. Isso vale também para o uso ou não de maquiagem, o uso ou não de perfumes, a decisão ou não de engravidar, e por aí segue. Dá pra entender?

Precisamos olhar umas para as outras como iguais mas entendemos que somos individuais, que cada mulher é um mundo, um universo, uma construção social, não teremos as mesmas decisões e nem mesmo as mesmas preferências. Se algumas de nós ainda não conseguiu se libertar dos padrões estéticos é preciso saber acolher e esperar que ela se liberte. Se ela conseguiu se libertar e após isso entendeu que gosta de estar “assim ou assado” cabe a ela tomar essa decisão e cabe a mim aceitar, respeitar e apoiar a decisão dela.

Estamos aqui para lutar contra a hipersexualização e objetificação do nosso corpo, contra os padrões que nos aprisionam, contra o sistema que impõe à nós “atitudes de mulher”, contra o machismo que nos massacra, contra a cultura do estupro que nos viola, contra a violência contra a mulher, contra o feminicídio, contra a desigualdade social que nos é imposta e à favor umas das outras, à favor do empoderamento feminino, da libertação, é para isso que estamos aqui e não para lutar umas contra as outras. 

Sendo assim amigas, peço à todas tenhamos mais tato umas com as outras nas nossas relações, ainda que elas sejam por meio das redes sociais, o respeito fala mais alto que qualquer discurso, por mais que esse esteja cheio de razão, se é que você entende o que quis dizer. Não sejamos feministas fundamentalistas, apenas feministas em favor das mulheres.

 

Anúncios

Um comentário em “O verdadeiro feminismo!

  1. Achei libertador ler isso hoje. Até agora, tive receio em assumir minha posição feminista e ser rotulada. Gosto de maquiagem, me sinto bem depilada e perfumada e isso não tem nada a ver com agradar ou não os homens, seguir ou não tendencias de moda. Sou a favor da luta feminista sim, mas, tenho o direito de me cuidar como quiser, de me “arrumar” o quanto quiser e se quiser, por que sei que faço isso por opção e não por pressão ou padrão social e esta escolha tem que ser respeitada, por todos, homens e mulheres, feministas ou não.
    Obrigada.
    Bjo,

    Fernanda

    Curtido por 1 pessoa

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s