Feminismo

O moralismo hipócrita nosso de cada dia!

objetificação do corpo feminimo pode,

Não me contive!

Desde o começo do verão, no ano passado, fiquei questionando sobre a propaganda de uma tal cerveja que mostrava uma moça chamada Verão, muito bonita por sinal, onde os homens “babavam” como idiotas chamando o “Verão”. Entendo que alguns homens se sintam SUPER MACHOS prestando esse papel de velhos babões, parece que foram criados para isso. Entendam, eu disse ALGUNS HOMENS, porque tantos outros são homens de verdade e, por mais que achem uma mulher um escândalo de linda sabem se conter e não ficam fazendo papel de idiotas, como se fosse um cachorro faminto olhando para um forno assando frangos.

Acontece que, por mais que a propaganda me irritasse profundamente, pode chamar de recalque se quiser, eu vejo apenas como um desprezo à essa objetificação do corpo humano, nesse caso, o corpo de uma mulher, nunca havia escrito nada sobre porque acho que os “velhos babões” existentes por aí merecem o direito de ser representados, fazendo papéis de idiota perante uma objetificação que nada mais faz do que reforçar que nós, mulheres, somos apenas objeto para o macho alfa…urgh…esse discurso me dá ânsia!

Ok! O verão passou, mas a propaganda continua no ar, deixando bem claro que, ainda hoje, a mulher é um objeto, alguns homens adoram fazer papel de babões e que o sistema publicitário tem se esforçado ao máximo para tornar a mídia cada vez mais machista, misógina e incentivadora da cultura do estupro. Não tente me convencer do contrário porque essas propagandas conseguem deixar bem claro como vêem a mulher.

Mas o problema ainda não é esse! A questão é que quando a propaganda foi ao ar nenhum moralista hipócrita religioso se pronunciou, e até hoje, nenhum deles se pronunciou, à esse respeito. Agora te pergunto: PORQUE? Você entende onde quero chegar? Quero dizer apenas que eles são os velhos babões! Sim, vejo todos esses moralistas ai como velhos babões, que adoram ver a propaganda do Verão e não enxergam motivo para boicotá-la.

Mas no momento, o que mais me irrita é que uma propaganda que mostra apenas o amor entre as pessoas gerou uma polêmica ridícula e idiota vinda desses religiosos moralistas, alguns fizeram até vídeozinhos se dizendo chocados com a propaganda. Essa choca, néah!? E o senhor quer tirar ela do ar, néah!? Mas a do Verão a gente deixa, afinal de contas…(olha, tô que tô fervendo nesse momento).

Agora a notícia que vejo é que o conselho de publicidade, o famoso CONAR, está analisando a denúncia e cogitando tirar a propaganda do ar, sabe porque? Porque a publicidade no nosso país é machista, preconceituosa, moralista e hipócrita.

Quantas mães lutam pela infância livre  de consumismo dos seus filhos, contra as propagandas abusivas que tentam enfiar produtos totalmente desnecessários nas nossas crianças, e nada do CONAR se pronunciar, e quando se pronuncia é para deixar claro que analisam e não acreditam que aquilo seja abusivo. Quantas feministas têm lutado contra a objetificação do nosso corpo, que incentiva sim o machismo, a misoginia, o padrão estético inatingível, a cultura do estupro na nossa sociedade e nunca recebemos um pronunciamento desse conselho.

Mas agora que os falsos moralistas se irritaram com a demonstração de amor, e eu queria saber porque tanto medo por causa do afeto demonstrado por pessoas que se amam, vai rolar toda uma análise do conselho e uma única coisa explica isso: ESTAMOS MUITO LONGE DE EVOLUIR.

A propaganda do Dia dos Namorados que está causando toda essa polêmica ficou bonita, mas nada demais, mostra apenas que toda forma de amar vale a pena. Acho que por ser quem sou não consigo ver problema nas demonstrações de amor, sinto muito. Já as propagandas que nos objetificam, essas sim deveriam ser analisadas à fundo, porque só quando isso acontecer nós, mulheres, passaremos a ser respeitadas como seres humanos.

Para você que está lutando contra o amor, contra as demonstrações de afeto, tenho algo a questionar, porque você não luta em favor dos seus iguais? Porque você não luta em favor do direito à uma infância livre de consumismo, em favor das mulheres que são objetificadas e sofrem as consequências disso diariamente, em suas relações pessoais, andando pelas ruas? Porque você não luta em favor daquilo que realmente vale importa?

Anúncios

5 comentários em “O moralismo hipócrita nosso de cada dia!

  1. Parabéns pela sua postagem, mostra que muitas pessoas além de mim detestam os comerciais brasileiros e ainda coloco um adendo… vamos brigar também pela inclusão dos negros e negras nos comerciais, quase nem se vê pessoas de pele escura comendo no MCDONALDS, dirigindo carros da GM, ou mesmo tomando YACULT… só colocam pessoas que mais parecem ser holandesas e não brasileiros, extendo ainda mais essa questão em por pessoas comuns nos comerciais como os que vemos no dia a dia com a pele bronzeada normalmente, com os olhos pretos ou castanhos… tudo bem que associar seus produtos a beleza e juventude, mas o bom mesmo seria pessoas como eu serem representadas nos comerciais para que eu deixe de fazer meu proprio boicote contra essas marcas e que um dia possa consumir, pois sei que lá no fundo o que consumo foi feito pra mim e não para os holandeses de olhos azuis.

    Curtido por 2 pessoas

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s