Maternidade

Da série: prefira o sling!

Sem título

Existem vários estudos e artigos comprovando que o uso de cangurus, essas mochilas estruturadas, usadas para carregar bebês, nada ergonômicas, podem ser prejudiciais ao desenvolvimento de bebês, principalmente recém-nascidos, enquanto o uso de sling’s, panos confortáveis, não estruturados, macios e resilientes, é totalmente indicado. O sling, quando amarrado e posicionado corretamente proporciona incontáveis benefícios.

Hoje, logo cedo, li um artigo que explica bem os malefícios do uso desses cangurus e os benefícios do uso do wrapsling e me vi na obrigação de compartilhar aqui, para que vocês possam ter acesso à mesma informação.

“Quando nasce um bebê, muitas vezes seu quadril ainda está “imaturo”. Não é algo preocupante, e sim muito natural. Por sorte existem muitas coisas que podemos fazer para estabilizar e inclusive corrigir o quadril em casos leves de displasia (articulação do quadril muito plana, a cabeça do fêmur não encaixa bem).

O bebê saudável tem um bloqueio de estiramento de perna. Nessa fase de desenvolvimento seu corpo é tão sábio que instintivamente evita o que pode causar dano: estirar as pernas e a coluna. Devemos respeitar sua forma natural e não esticá-lo mais do que o corpo consente, como acontece quando o colocamos de ponta cabeça, ou levando-o em mochilas convencionais, que não o permitem manter as pernas dobradas. Durante a gravidez, o feto tem as pernas dobradas em um ângulo de 90 graus. Essa posição é altamente benéfica para o desenvolvimento do quadril!

O estiramento das pernas tem que acontecer paulatinamente, conforme o desenvolvimento físico do bebê, e completar-se quando a criança se põe de pé sozinha. Se se força este estiramento antes, podemos provocar que a cabeça do fêmur empurre para cima, chegando a provocar, em casos extremos, luxações do quadril e moléstias dolorosas (artrose) na idade adulta. As articulações do bebê ainda são cartilaginosas, ou seja, a má posição pode incidir negativamente sobre elas.

11048787_827788983986197_7300980655389577875_n
A posição ideal do bebê para estabilizar o quadril é a seguinte: O quadril e os joelhos dobrados a mais de 90 graus, as pernas abertas entre 90 e 140 graus. As costas arredondadas (posição fetal) e bem apoiadas.

(No wrap sling o bebê se encontra na posição descrita)”

10999593_827788970652865_1247790162139619308_n

Extraído de um artigo da revista “Eltern”, Alemanha, 11/2001 assessorado por Dr. Fritz Uwe Niethard, Clínica Universitária de Ortopedia, Aachen

((* NÃO ERGONÔMICO))

Vem conhecer a SlingaBaby

facebook.com/SlingaBabyWrapSling

Instagram: @slinga_baby

http://www.slingababy.com.br

Anúncios

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s