Maternidade · SlingaBaby®

Porque carrego no pano

Luxe

Nossas ancestrais já carregavam no pano, primitivos sempre carregaram no pano, mães, pais, avós, irmãos mais velhos, todos entendia a importância de ter o recém chegado ali, agarrado ao amor durante a primeira infância, não questionavam e nem duvidavam do poder do colo, do poder de se carregar no pano.

Carregar no pano aconchega, acolhe, protege, embala, cura, acalma, ensina, conecta, sara a alma, faz crescer, a mãe e o bebê e faz nascer o pai que se dispõe a carregar no pano. Bebê carregado no pano não fica manhoso, não fica dependente, não fica apegado, bebê carregado no pano fica bem, fica feliz, fica calmo, fica contente.

Carrego no pano porque descobri que nossos corações ficam próximos, nos conectamos, minha cria se acalma e eu continuo me movimentando enquanto meu pequeno ser se aconchega e é embalado até pegar no sono.

Ali dentro do pano minha cria se sente segura, sente que nada estranho poderá atingi-la, minha cria aprende com minha dança, com minha voz tão perto, com minha movimentação, com minhas andanças, com a minha respiração, ela se sente como se sentia no meu ventre e eu me sinto como se ainda tivesse prenha. 

Minha cria fica ali, guardadinha, grudadinha, no meu pano, que nada mais é do que um paninho de amor. 

Carrego no pano porque sou mãe e minhas ancestrais me mostraram que ser mãe é ter colo pra dar, e nada melhor que o pano pra dar colo quando os braços cansam.

Vanessa Figueiredo – SlingaBaby

Anúncios

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s