Qualidade de vida

A felicidade e as coisas ordinárias da vida!

To Michelle,

Felicidade, pra mim, está muito ligada à harmonia na vida ordinária.

“Como assim, Vanessa, você está dizendo que coisas ordinárias estão ligadas à felicidade?”

Primeiramente que é fundamental compreender o significado de “ordinário” e desmistificá-lo antes de se escandalizar com a minha afirmação, só depois disso você será capaz de compreender estou dizendo.

A felicidade é perceptível por mim enquanto me sento no chão com as crianças, quando beijo a boca do Ju, quando cozinho e sinto o cheiro da comida ficando pronta, quando vejo as crianças correndo ao ar livre, quando tiro um sapato apertado no final do dia, quando acordo de madrugada e fico na porta do quarto das crianças às observando, quando sentamos o Juju e eu no sofá da nossa casa pra tomar uma cerveja e ouvir música, uma xícara de café quentinho no meio da tarde, quando estou com meus pais e meu pai conta uma das suas piadas ou minha mãe faz algum comentário à respeito de algo que admira em mim, quando ouço minhas avós contando suas histórias, quando olho o pezinho da Maria Flor e vejo que ele é idêntico ao de uma das minhas avós, quando vejo a inteligência da Sossô, quando percebo as habilidades artísticas do Zé (confesso, sempre quis um filho artista). A felicidade são essas pequenas coisas, bem ordinárias sim, mas que completam, que enchem o coração. Pra mim, a ideia de felicidade foge àquele apartamento que desejo comprar, ao carro zero que todos querem ou a viagem internacional. Não que essas coisas não sejam boas, ou que eu não as deseje, porém, abrir mão do ordinário para “conquistá-las” não me interessa mesmo.

Às vezes a gente passa um tempão correndo atrás do vento, porque é preciso conquistar, porque não podemos acomodar, porque é preciso fazer por onde, ter sucesso, ser reconhecido. Mas aqui, no fazer por onde, o que seria o “onde”? No ter sucesso, o que seria “sucesso”? E no ser reconhecido, qual é a importância de ser reconhecido? Há quem diga que é uma questão de ser mais cômodo se acostumar ao ordinário, e ok, porque cada um entende o que é felicidade pra si, mas pra mim, a felicidade não requer esforços.

A depressão nunca esteve tão presente na nossa sociedade, e ao mesmo tempo nunca tivemos uma sociedade tão egoísta. Nunca buscamos tanto realizar nossos sonhos, conquistar nossos sucessos, custe o que custar, doa a quem doer, ainda que esse “quem” sejam os nossos. Antes vivíamos em comunidade, cuidávamos diretamente das nossas crianças e dos nossos velhos, obrigatoriamente a vida era ordinária, não tinha outro caminho, daí novos tempos vieram e as coisas ordinárias passaram a ser vistas como perda de tempo e o correr atrás do vento é o correto agora.

Quanto mais o tempo passa, mas volto à mim, volto à minha consciência, faço questão de fazer disso um exercício diário, e cada vez mais percebo a importância de remar contra a maré. Hoje só tem uma coisa que quero deixar para os meus filhos, a certeza de que as coisas ordinárias são fundamentais para a felicidade, é preciso ter harmonia na vida ordinária, o resto a gente dá um jeito. E de dar um jeito, o Juju e eu entendemos bem

Anúncios

Um comentário em “A felicidade e as coisas ordinárias da vida!

  1. Bom…,
    Mudando de assunto:

    Ser machista é BOM demais!

    Com muita honra e orgulho interior e exterior!

    Sim, sou machista. Sou um macho notável. E as mulheres apreciam bastante isso.
    Sou um macho alfa.
    Sim, eu assusto. Igual ao trovão. Igual ao abismo. Igual a montanha grandiosa. Sou um macho sublime.

    Ilustre.

    Adoro.

    Curtir

Comente...compartilhe suas ideias também!!! E lembre-se: Comentar não dói e faz uma blogueira feliz!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s